Número do chassi do veículo: por que e como consultar?

Publicado em 20/05/2021 / Atualizado em 27/05/2021

Você sabe para que serve o número do chassi do veículo, o que ele significa de fato e como consultá-lo? 

No post de hoje vamos te mostrar a importância desse código identificador e o porquê você deve ficar atento a ele na hora de comprar ou vender um carro seminovo ou usado. 

Para conferir o conteúdo completo, é só continuar a leitura! 

Número do chassi: o que é, o que significa? 

Mais do que uma parte fundamental para a estrutura de qualquer veículo, o chassi ainda possui um número de identificação.

Trata-se de uma composição de 17 caracteres alfanuméricos, que funciona como uma espécie de DNA para o automóvel. Todo carro conta com um código único, marcado na fábrica, e cada elemento que o constitui representa um dado sobre o veículo. 

Chamados de Vehicle Identification Number (VIN), esses caracteres são um padrão desde 1983 e servem para fornecer informações importantes sobre os automóveis. 

Os 2 primeiros elementos se referem a região e ao país de fabricação; o terceiro indica a montadora do veículo. Os próximos 5 variam de acordo com cada fabricante, mas dizem respeito ao modelo; os últimos componentes apontam o ano do carro, o código da planta (local exato de fabricação) e o número de série. 

Por que e como consultar o chassi?

Como vimos, este código alfanumérico representa as seguintes características: 

  • Região geográfica e país de fabricação
  • Montadora e tipo de carroceria
  • Modelo do veículo
  • Ano de fabricação
  • Local em que foi produzido
  • Número de série.

Além de ter acesso a esses dados, com a consulta você também consegue saber se a estrutura original do automóvel foi danificada, se houve remarcação do chassi e afins. 

Inclusive, a remarcação acontece exatamente quando ocorre algum tipo de dano. Por exemplo, desgastes do tempo e ferrugens, acidentes, batidas. Em casos de roubo e furto, é comum também que o número seja adulterado, entre outras situações que merecem atenção. Afinal, chassi remarcado pode ser um quesito para a desvalorização do carro

Por essa e outras razões a consulta veicular é sempre recomendada. Principalmente na hora de vender ou comprar um automóvel, informações como essas podem evitar dores de cabeça e garantir uma negociação mais segura. 

E então, gostou deste conteúdo? Para ler outras matérias relacionadas, é só ficar de olho em nosso blog e nos seguir nas redes sociais. Até a próxima!

Avaliar 0

(0)

Notícias relacionadas
Veja como é classificada e avaliada a perda total de veículo
Registro de sinistro nem sempre quer dizer que um carro deu PT. Veja o que é e como é classificada a perda total de um veículo, além do passo a passo de como é feita essa avaliação!
Veículo com passagem por leilão, até onde vale a pena comprar um?
Você sabia que um veículo com passagem por leilão tem grande desvalorização no mercado? Grande parte, 20% em relação a tabela FIPE.
Como consultar um veículo pelo CPF ou CNPJ: entenda como funciona!
Saiba como consultar um veículo pelo CPF ou CNPJ e veja o que está registrado na documentação do seu cliente!
Veja o que não fazer na revenda de carros seminovos e usados
A aplicação de golpes ainda é comum no meio veicular. Saiba quais as principais fraudes cometidas e veja o que não fazer na sua revenda de carros seminovos e usados!
Como consultar o veículo pela placa? O que dá para saber?
Saiba agora como consultar um veículo pela placa e quais informações você pode ter acesso através dessa pesquisa.
Super carros elétricos: a nova tendência do setor automotivo
Entenda como funcionam os carros elétricos, por que eles ainda são inacessíveis no Brasil e os lançamentos mais esperados do momento!
Conheça as classificações e os principais tipos de sinistro de carro
Sinistro de carro, como sabemos, é o nome utilizado para referenciar veículos que tenham sofrido ou causado algum dano estrutural, recuperável ou não. Mas você conhece as classificações e os tipos de sinistro? Confira agora!
5 dicas de como aumentar as vendas no final do ano
O final do ano chegou! Quer saber como aumentar as vendas da sua revenda de veículos? Dá uma olhadas nas dicas práticas que preparamos!
Conheça 8 fatores que influenciam a desvalorização de um carro
Zero, usado ou seminovo, todo veículo perde valor assim que sai da concessionária ou garagem. Essa desvalorização do carro é natural e inevitável, por mais que doa aceitar. No entanto, existem alguns fatores que podem influenciar esse processo.
Tipos de vistoria automotiva: veja os principais e o que eles avaliam
Saber as reais condições do veículo na hora de fechar um negócio é essencial. Confira agora os principais tipos de vistoria automotiva e para que servem!

#AutoDicas

Como saber se o veículo tem passagem por leilão e sua gravidade?
A consulta Leilão Prime traz informação de 7 banco de dados diferentes, os quais englobam desde passagens por leilões registros de locadoras e mercado securitário. Além disso a consulta verifica a classificação do veículo.
Confira a consulta ideal
Existe alguma forma de saber se o veículo foi sinistrado?
Sim. Através da consulta Acidentes e Procedência, terá o apontamento da existência, ou não, do acionamento do sinistro.
Confira a consulta ideal
Por que saber se um veículo tem passagem por Roubo e Furto?
O veículo com passagem por Roubo e Furto sofre grande desvalorização, podendo chegar até 30% de sua tabela FIPE.
Confira a consulta ideal
Como faço para saber se o veículo é assegurável independentemente do condutor?
Através da consulta Radar Securitário você recebe uma avaliação com mais de 15 seguradoras a respeito da aceitação do seguro, preço médio e aceitação da FIPE.
Confira a consulta ideal
Consigo verificar as restrições do veículo sem o RENAVAM?
Em nossa consulta de Débitos você identifica todos os tipos de restrições, tais como alienação fiduciária (financiamento), RENAJUD, dados cadastrais estaduais e muito mais.
Confira a consulta ideal
Posso ter problemas de transferência do veículo por conta do proprietário anterior?
Sim, pois caso o proprietário atual do veículo esteja envolvido em algum processo, você terá chances de ter problemas na transferência. Através da consulta RENAJUD, você verifica a existência e número do processo.
Confira a consulta ideal