Confira 5 dicas de como valorizar o carro na hora da venda!

A precificação costuma ser uma das etapas mais complicadas na venda de um carro usado, isso porque muitas vezes o comprador quer pagar um valor muito abaixo do que o automóvel realmente vale, ou o vendedor tende a cobrar mais caro. 

Para evitar dores de cabeça, portanto, fatores como ano de fabricação, modelo, quilometragem e valor estipulado pela tabela Fipe, são considerados no momento de determinar um preço. Além disso, há algumas dicas de como valorizar o carro na hora da venda que também podem te ajudar a não sair o prejuízo durante a negociação com o cliente.

Dá uma olhada no que preparamos para você! 

Como valorizar o carro na hora da venda: 5 dicas básicas! 

A depreciação do veículo é inevitável, nós sabemos. No entanto, além de manter um bom estado de conservação, é importante se atentar a outros detalhes: 

1. Histórico veicular

O histórico do veículo é um ponto essencial para fechar um bom negócio. Afinal de contas, se houver irregularidades, as chances do consumidor perder interesse são grandes. 

Por isso, é fundamental garantir que o automóvel não possua débitos, multas ou pendências financeiras em geral e manter a documentação em dia, como IPVA, CRVL-e, entre outros. Caso haja alguma irregularidade, é importante informar o comprador sobre a situação.

2. Histórico de manutenções e revisões 

Apresentar o histórico de manutenções preventivas, reparos ou revisões feitos no carro mostra não somente seu estado de conservação, mas também pode aumentar o interesse do cliente, que perceberá que se trata de um negócio confiável. 

3. Cuidados com a lataria e peças internas

A pessoa que pretende comprar um veículo usado, com certeza levará em conta a aparência e os cuidados com o automóvel de modo geral. 

Portanto, a situação da lataria e pintura contará muito. Além disso, observe a condição dos estofados, componentes internos e itens de segurança para garantir que todos estejam preservados. 

4. Peças originais, chave reserva e manual 

Manter as peças originais do veículo certamente influenciará a decisão de compra do consumidor e irá valorizar o carro. Outros dois itens que podem favorecer a venda são a chave reserva e o manual. 

Em uma negociação, por exemplo, automóveis que possuem chave reserva e manual tendem a ganhar preferência. 

5. Valores praticados pela concorrência 

Uma compra ou venda bem sucedida pede equilíbrio. Por isso, analise os preços ofertados pela concorrência para o mesmo modelo e consulte a tabela Fipe

Entregar o veículo em boas condições, com a documentação em dia, quilometragem aceitável, sem pendências financeiras, fará total diferença, mas, ainda assim, é importante saber atribuir um valor real, que esteja dentro do que vem sendo praticado no mercado. 

E então, este conteúdo foi útil? Você acabou de ver como valorizar o carro na hora da venda. Para ler outras matérias com dicas e soluções veiculares, é só acompanhar nosso blog e nos seguir nas redes sociais. Até a próxima! 

POSTS RELACIONADOS

Olá, posso ajudar?