Veja por que acompanhar a desvalorização de veículos da sua loja

Você já sabe que os carros sofrem depreciação naturalmente assim que saem da concessionária, e nós também já mostramos por aqui 8 fatores que influenciam na desvalorização de veículos. Agora, você sabe por que é importante acompanhar essa depreciação ao longo do tempo? 

Saber o quanto os automóveis que você comprou para sua revenda perderam de valor é um ponto essencial na hora de fechar negócios. E é exatamente sobre isso que vamos tratar no post de hoje. 

Continue a leitura e entenda por que e como acompanhar a desvalorização de veículo

Por que acompanhar a desvalorização dos veículos da sua loja 

Trabalhar com a revenda de um produto que se deprecia tão rapidamente é um desafio e tanto. Por essa razão, compreender como se dá essa perda é fundamental. 

O meio mais utilizado para calcular a desvalorização dos carros é a tabela FIPE. Através dela, é possível visualizar e calcular a porcentagem que determinado veículo perdeu no ano. Mas é possível incrementar ainda mais esses dados, e nós já vamos te mostrar como.

Antes disso, precisamos deixar claro o porquê esse acompanhamento é importante. Veja:

Carros no estoque desvalorizam mais!

Independentemente do modelo do automóvel, quanto mais tempo ele passar no estoque, maior será sua desvalorização. Portanto, identifique a base de depreciação dos veículos da sua revenda e comece a pensar em soluções para vender aqueles que estão estocados para não perderem muito. 

Confira a base de desvalorização dos veículos antes de colocá-los a venda em sua loja 

Isso é óbvio. Verificar a situação dos carros que você irá vender em sua loja é imprescindível. Afinal de contas, de nada adianta fazer negócios que não trarão vantagens para você e seu cliente. 

Conheça a consulta Histórico Precificador, a nova solução da AutoList 

A função da Histórico Precificador é mostrar, em um prazo de até um ano, o valor do modelo de um veículo. 

Para isso, a consulta conta com um gráfico que apresenta exatamente o valor da depreciação do automóvel ao longo do tempo. Ao utilizá-la, você se deparará com 3 blocos de informações: 

  • O primeiro: dados gerais do veículo, como: modelo, marca, ano, categoria, chassi, local de fabricação, tipo de carroceria, país, etc. 
  • O segundo: preço médio do carro a partir do tempo que está sendo considerado na análise. Por exemplo, se o automóvel já possui mais de um ano de uso, a consulta levará em conta o período de um ano. Se for menos de um ano, ela analisará somente os meses desde que ele começou a rodar. 
  • O terceiro: por último, você terá acesso ao gráfico que mencionamos há pouco. Esse quadro exibe o valor do veículo na vertical e os meses do ano na horizontal. Caso o modelo tenha mais de uma variação, o gráfico mostrará mais de uma linha. 

Todas essas informações vão te ajudar a encontrar o preço ideal para o automóvel. Desse modo, você conseguirá fazer negociações mais assertivas com seus clientes. Que tal conhecer um pouco mais sobre essa solução? 

E então, o que achou desse conteúdo? Para conferir outros artigos com temas relacionados, é só ficar de olho em nosso blog e nos acompanhar nas redes sociais. Até a próxima!

POSTS RELACIONADOS

Olá, posso ajudar?