Leilão Prime

 

Por que devo usar?

A consulta Leilão Prime é a mais utilizada pelos associados da Autolist, além de ser a consulta de leilão mais completa do mercado. Busca informações em sete fornecedores diferentes, dos quais retornam informações de leilões, passagens por seguradoras e locadoras como também vistorias cautelares negadas. Além da diversidade e abrangência de informações, sempre que um veículo apresentar algum apontamento, é exibido a classificação do veículo, de modo a ajudar na avaliação do negócio.

 

A consulta Leilão Prime busca informações de leilões e passagens por vistoria, mercado securitário e locadoras.  Hoje a consulta traz oito fornecedores em sua resposta, sendo quatro bancos de dados exclusivos para leilões, três para vistoria e securitário e um para passagem em locadoras. 

Em casos em que o veículo apresentar algum apontamento para qualquer caso, será apresentada a classificação do veículo baseada no conjunto de informações obtidas de nossos fornecedores, através de uma classificação que vai de A a D, sendo que cada classificação possui suas possíveis causas. São elas:

Classificação A

  • Veículos possivelmente sem avarias, com boa lataria e mecânica funcionando.
  • Veículos que foram financiados, e o comprador não conseguiu pagar todo o financiamento, sendo obrigado a entregar o carro para o Banco como parte da garantia.
  • Veículos que faziam parte de frota empresarial e que foram substituídos por novos. A empresa vende os antigos por um preço menor que o de mercado para fazer dinheiro mais rápido.
  • Veículos penhorados pela Justiça para execução de penas, por exemplo: alguém que não pagou o IPVA e o carro foi apreendido pela polícia para ser leiloado e a dívida quitada com o governo.
  • Veículos com registros de Parecer Técnico, Securitário e Vistoria, podem ter dificuldade na contratação de seguros.

Classificação B

  • Veículos com avarias leves, podendo ter a lataria danificada em até 2 peças, como para-lamas, faróis, vidros, entre outros e com mecânica funcionando.
  • Veículos que foram financiados, e o comprador não conseguiu pagar todo o financiamento, sendo obrigado a entregar o carro para o Banco como parte da garantia.
  • Veículos que faziam parte de frota empresarial e que foram substituídos por novos. A empresa vende os antigos por um preço menor que o de mercado para fazer dinheiro mais rápido.
  • Veículos penhorados pela Justiça para execução de penas, por exemplo: alguém que não pagou o IPVA e o carro foi apreendido pela polícia para ser vendido e a dívida quitada com o governo.
  • Veículos com registros de Parecer Técnico, Securitário e Vistoria, podem ter dificuldade na contratação de seguros.

Classificação C

  • Veículos com avarias médias, que sofreram batidas, choques, quebras, ou outro prejuízo material, onde o conserto do veículo pode ter sido superior a 75% do valor do veículo de acordo com a seguradora. Onde a seguradora está vendendo o veículo para repor parte do dinheiro que ela pagou ao segurado.
  • Veículos recuperados de Roubo e/ou Furto onde a seguradora já indenizou o segurado, sendo assim, a seguradora vende o bem com intuito repor parte do dinheiro que pagou ao segurado.
  • Veículos penhorados pela Justiça para execução de penas, por exemplo: alguém que não pagou o IPVA e o carro foi apreendido pela polícia para ser vendido e a dívida quitada com o governo.
  • Veículos com registros de Parecer Técnico, Securitário e Vistoria, podem ter dificuldade na contratação de seguros.

Classificação D

  • Veículos com avarias graves, com lataria danificada, onde não foi possível estimar com precisão quais os danos que o veículo sofreu e a mecânica não está funcionando. 
  • Os danos provavelmente foram superiores a 75% do valor do veículo de acordo com a seguradora. Onde a seguradora está vendendo o veículo para repor parte do dinheiro que ela pagou ao segurado.
  • Veículos recuperados de Roubo e/ou Furto onde a seguradora já indenizou o segurado, sendo assim, a seguradora vende o bem com intuito repor parte do dinheiro que pagou ao segurado.
  • Veículos com registros de Parecer Técnico, Securitário e Vistoria, podem ter dificuldade na contratação de seguros.

Em momentos que ocorrerem o apontamento em alguma base de leilão (bases 1 a 4 da consulta), além do apontamento da categoria, será apresentado uma tabela com informações detalhadas do leilão, tais como leiloeiro, pátio e data do leilão. 

Já em momentos em que o veículo possuir apontamento em alguma base de parecer técnico, vistoria ou mercado securitário (bases 5 a 7) ou ainda alguma passagem por locadoras (base 8), irá aparecer apenas um quadro com notificação de que foi encontrado algum apontamento em nossos fornecedores.
É válido ressaltar que caso o veículo constar apenas informações nos bancos de dados 5, 6, 7 e/ou 8, o veículo não possui passagem por leilão, porém constam informações que podem ser prejudiciais e que precisam ser levadas em consideração no momento da compra do veículo.

#AutoDicas

Como saber se o veículo tem passagem por leilão e sua gravidade?
A consulta Leilão Prime traz informação de 7 banco de dados diferentes, os quais englobam desde passagens por leilões registros de locadoras e mercado securitário. Além disso a consulta verifica a classificação do veículo.
Confira a consulta ideal
Existe alguma forma de saber se o veículo foi sinistrado?
Sim. Através da consulta Acidentes e Procedência, terá o apontamento da existência, ou não, do acionamento do sinistro.
Confira a consulta ideal
Por que saber se um veículo tem passagem por Roubo e Furto?
O veículo com passagem por Roubo e Furto sofre grande desvalorização, podendo chegar até 30% de sua tabela FIPE.
Confira a consulta ideal
Como faço para saber se o veículo é assegurável independentemente do condutor?
Através da consulta Radar Securitário você recebe uma avaliação com mais de 15 seguradoras a respeito da aceitação do seguro, preço médio e aceitação da FIPE.
Confira a consulta ideal
Consigo verificar as restrições do veículo sem o RENAVAM?
Em nossa consulta de Débitos você identifica todos os tipos de restrições, tais como alienação fiduciária (financiamento), RENAJUD, dados cadastrais estaduais e muito mais.
Confira a consulta ideal
Posso ter problemas de transferência do veículo por conta do proprietário anterior?
Sim, pois caso o proprietário atual do veículo esteja envolvido em algum processo, você terá chances de ter problemas na transferência. Através da consulta RENAJUD, você verifica a existência e número do processo.
Confira a consulta ideal
Mantenha-se informado
Troca de carro financiado: o que você precisa saber
Saiba tudo sobre a troca de carro financiado: como funciona o processo e como fazer uma negociação segura!
Histórico de proprietários anteriores, por que consultar?
Saiba como e por que é importante consultar o histórico de proprietários anteriores do veículo antes de fechar negócio!
Qual a diferença entre alinhamento e balanceamento
Você sabe a diferença entre alinhamento e balanceamento? Saiba agora para que serve cada serviço e quando eles são necessários!