Troca de carro financiado: o que você precisa saber

25/11/2021

O financiamento é um dos métodos financeiros mais procurados na hora de comprar um carro. O modelo de contrato estabelecido e as possibilidades de parcelamento são as principais razões para utilizá-lo. No entanto, muitas vezes ocorre da pessoa querer fazer a troca do carro financiado. E é aí que as dúvidas começam a surgir. 

Por isso, no post de hoje, vamos mostrar alguns motivos que podem levar à substituição do veículo financiado e explicar como funciona o processo. 

É só continuar a leitura para saber mais! 

Motivos que podem levar a troca do carro financiado, entenda 

Alguns detalhes podem fazer com que seja necessário trocar o automóvel que foi financiado. Por exemplo: 

  • O veículo deixa de atender as necessidades do condutor. O tamanho é inadequado, ou o desempenho é inferior ao que ele precisa.
  • No caso de carros usados, pode ser que a pessoa queira um automóvel mais novo e moderno.
  • Imprevistos financeiros. O valor das parcelas acaba ultrapassando o preço que o comprador consegue pagar. Dessa forma, ele tende a buscar um veículo mais barato para realizar a troca. 

Como fazer a troca de maneira segura: 5 dicas básicas!

Para evitar dores de cabeça no processo, vale a pena seguir algumas dicas:

  • Analise as condições do carro que pretende trocar: verifique se os documentos estão corretos, principalmente a documentação do proprietário anterior, se há algum débito e se as parcelas do financiamento estão sendo pagas em dia.
     
  • Observe se a opção de troca é oferecida pela instituição credora, pois as condições de pagamento e contrato podem variar de uma empresa para outra.
  • Se possível, pague as parcelas do carro. Algumas instituições só aceitam a troca do carro financiado se o valor for pago integralmente antes. Aliás, o pagamento antecipado ainda pode te dar descontos.
  • Transfira a dívida para outra pessoa. Se o contrato possibilitar, você também pode passar o veículo para o nome de uma outra pessoa que irá assumir a dívida.
  • Troque direto na loja que comprou o automóvel. Se a concessionária permitir, ofereça o carro financiado como uma entrada para o novo modelo escolhido. 

Você acabou de conferir algumas dicas que podem te ajudar a fazer uma negociação mais segura. Se este conteúdo foi útil, continue acompanhando nosso blog e siga nossas redes sociais. Toda semana temos postagens novas! 

Ficou com alguma dúvida? Escreva um comentário!

Notícias relacionadas
Número do chassi do veículo: por que e como consultar?
Você sabe para que serve o número do chassi do veículo? O que ele significa de fato e como consultá-lo? A gente te explica agora mesmo!
Você sabe a diferença entre seguro auto e proteção veicular?
Embora muita gente confunda e pense que os serviços são iguais, existem diferenças entre o seguro auto e a proteção veicular. Entenda agora cada um deles!
IPVA: de quem é a responsabilidade do pagamento na revenda?
Na hora de trocar ou comprar um carro, o valor do IPVA é um dos fatores considerados pelo cliente para decidir o modelo. Veja, então, o que fazer em relação ao pagamento do imposto no momento da revenda!
Comprei um carro com multa do antigo proprietário, o que fazer?
Comprou um carro com multa do proprietário anterior e não sabe o que fazer? Então acompanhe este post e saiba como proceder com essa situação!
3 Situações que podem atrapalhar a transferência de veículo
Algumas situações podem impedir a transferência de veículos. Confira agora quais são e veja também as consequências acarretadas por uma transferência incorreta.
O que você precisa saber sobre veículo com passagem por São Paulo
Você sabia que grande parte dos carros registrados no país são do estado de SP? Saiba mais sobre veículo com passagem por São Paulo agora mesmo!
Veículo com restrições: conheça 4 problemas mais comuns
Saiba quais as principais restrições veiculares e entenda o impacto dessas informações na hora da revenda!
Como dar baixa no desmanche de veículo: saiba mais!
Saiba como dar baixa no desmanche de veículo, quais documentos são necessários e quanto tempo demora para finalizar o processo! Acesse agora e confira!
Ações de marketing para aumentar as vendas na sua revenda de veículos
Já pensou em utilizar ações de marketing para aumentar as vendas da sua revenda de carros? Confira agora 5 dicas práticas que podem tornar o seu negócio mais visível no meio digital!
Conheça 8 fatores que influenciam a desvalorização de um carro
Zero, usado ou seminovo, todo veículo perde valor assim que sai da concessionária ou garagem. Essa desvalorização do carro é natural e inevitável, por mais que doa aceitar. No entanto, existem alguns fatores que podem influenciar esse processo.

#AutoDicas

Como saber se o veículo tem passagem por leilão e sua gravidade?
A consulta Leilão Prime traz informação de 7 banco de dados diferentes, os quais englobam desde passagens por leilões registros de locadoras e mercado securitário. Além disso a consulta verifica a classificação do veículo.
Confira a consulta ideal
Existe alguma forma de saber se o veículo foi sinistrado?
Sim. Através da consulta Acidentes e Procedência, terá o apontamento da existência, ou não, do acionamento do sinistro.
Confira a consulta ideal
Por que saber se um veículo tem passagem por Roubo e Furto?
O veículo com passagem por Roubo e Furto sofre grande desvalorização, podendo chegar até 30% de sua tabela FIPE.
Confira a consulta ideal
Como faço para saber se o veículo é assegurável independentemente do condutor?
Através da consulta Radar Securitário você recebe uma avaliação com mais de 15 seguradoras a respeito da aceitação do seguro, preço médio e aceitação da FIPE.
Confira a consulta ideal
Consigo verificar as restrições do veículo sem o RENAVAM?
Em nossa consulta de Débitos você identifica todos os tipos de restrições, tais como alienação fiduciária (financiamento), RENAJUD, dados cadastrais estaduais e muito mais.
Confira a consulta ideal
Posso ter problemas de transferência do veículo por conta do proprietário anterior?
Sim, pois caso o proprietário atual do veículo esteja envolvido em algum processo, você terá chances de ter problemas na transferência. Através da consulta RENAJUD, você verifica a existência e número do processo.
Confira a consulta ideal