Saiba o que é e como aumentar sua rentabilidade com a venda direta

14/01/2021

Apesar de oferecer condições de compra diferenciadas, a venda direta de veículo ainda gera dúvidas aos consumidores. Muitos, inclusive, não sabem como realmente funciona essa modalidade. 

Alguns mitos circulam por aí, fazendo com que a venda direta se torne algo restritivo, totalmente o contrário do que ela propõe. Por isso, preparamos um conteúdo especial. Vamos te mostrar como funciona esse modelo de venda e desmistificá-lo. Quem sabe este não pode ser um bom negócio para sua revenda?

Para saber mais, é só continuar a leitura! 

Venda direta: como funciona essa modalidade

A venda direta nada mais é do que uma negociação desburocratizada feita com a própria fábrica do veículo, independentemente da marca e modelo. A compra também pode ser feita em uma concessionária ou loja autorizada.

Trata-se de um tipo de negócio que contempla desde pessoas que possuem CPNJ até taxistas, locadoras de veículos, produtores rurais, autoescolas, transporte escolar, órgãos governamentais e pessoas com deficiência. 

Estamos falando de um processo de venda legal, ou seja, que está previsto pela lei nº 6.729. A grande vantagem é mesmo o desconto que envolve a negociação. Para se ter ideia, PJs podem conseguir até 25% do valor do automóvel. 

Outras informações importantes sobre a venda direta 

Não é verdade o que dizem sobre “somente grandes empresas conseguem comprar carros através da venda direta”. É válido frisar que qualquer pessoa jurídica, que tenha inscrição de CNPJ, tem acesso a essa modalidade de negócio. 

Esse, aliás, é um dos setores que mais contabiliza vendas, e os benefícios abarcam MEIs, micros, pequenas e grandes grandes. 

Outro fato importante é a vantagem para pessoas com deficiência (PcD). A compra, nesse caso, pode ser feita pelo próprio indivíduo que apresentar necessidades especiais ou por algum membro da família. 

Saiba o que mudou na legislação para a venda direta de veículo 

Como dissemos, a venda direta é um processo legalizado, isso é, que está previsto por lei. No entanto, houve algumas alterações publicadas pelo Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária).

Agora, quando realizada a compra, o consumidor terá de esperar um ano para poder revender o automóvel. No descumprimento desse prazo, o vendedor precisará recolher o valor do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços). 

Antes, essa determinação tinha validade apenas para empresas de locação de carros, agricultura e arrendamento mercantil. Com a mudança, qualquer pessoa jurídica se enquadra na nova regra. 

Além disso, os Detrans ficam proibidos de realizar a transferência de veículos para novos proprietários caso eles não estejam no prazo de doze meses ou com o recolhimento do ICMS feito.  

Portanto, antes de fechar negócio, tenha esses fatores em mente para que nada saia errado. 

E então, o que achou deste conteúdo? Para ler outras matérias como essa, é só acompanhar o blog do AutoList. Toda semana temos uma postagem com dicas e informações que podem ser úteis para você! Até a próxima! 

Avaliar 4

(1)

Notícias relacionadas
Ações de marketing para aumentar as vendas na sua revenda de veículos
Já pensou em utilizar ações de marketing para aumentar as vendas da sua revenda de carros? Confira agora 5 dicas práticas que podem tornar o seu negócio mais visível no meio digital!
O que você precisa saber sobre a LGPD para sua revenda de veículos
Entenda qual a proposta da LGPD (Lei Geral da Proteção de Dados) e o que deve ser adaptado em sua revenda!
Histórico do veículo: confira 6 pontos que devem ser analisados!
As aparências podem enganar! Não basta olhar somente a estrutura do carro no momento de fechar um negócio, o histórico do veículo é capaz de revelar muito mais do que a sua boa estética. Confira, portanto, 6 fatores que devem ser analisados!
Revisão de carro: como preparar os veículos da sua revenda
A revisão de carro é uma forma de garantir melhores negociações para sua revenda. Por isso, listamos 5 fatores que merecem ser avaliados antes da venda acontecer. Confira já!
Seguro auto: os carros da sua garagem são aceitos por algum?
Os carros que você vende são aceitos por algum seguro auto? Entenda agora a importância dessa informação para o seu cliente e veja o que pode interferir na contratação do serviço!
Responsabilidades na revenda de veículos, o que você precisa saber
Uma venda não termina quando o cliente faz o pagamento. Saiba quais as responsabilidades na revenda de veículos que você precisa ter!
Entenda qual a melhor época para comprar e vender carros seminovos
Quer saber qual é a melhor época do ano para comprar e vender carros seminovos? Acesse agora para conferir!
Veículo com restrições: conheça 4 problemas mais comuns
Saiba quais as principais restrições veiculares e entenda o impacto dessas informações na hora da revenda!
Conheça as diferentes classificações de avarias de leilão
Conheça as diferentes classificações de avarias de leilão e entenda como os veículos leiloados são oferecidos!
Saiba como funciona o comunicado de venda e conheça suas vantagens
Saiba como otimizar seu comunicado de venda. Conheça já as vantagens e diferenciais do nosso novo serviço disponível!

#AutoDicas

Como saber se o veículo tem passagem por leilão e sua gravidade?
A consulta Leilão Prime traz informação de 7 banco de dados diferentes, os quais englobam desde passagens por leilões registros de locadoras e mercado securitário. Além disso a consulta verifica a classificação do veículo.
Confira a consulta ideal
Existe alguma forma de saber se o veículo foi sinistrado?
Sim. Através da consulta Acidentes e Procedência, terá o apontamento da existência, ou não, do acionamento do sinistro.
Confira a consulta ideal
Por que saber se um veículo tem passagem por Roubo e Furto?
O veículo com passagem por Roubo e Furto sofre grande desvalorização, podendo chegar até 30% de sua tabela FIPE.
Confira a consulta ideal
Como faço para saber se o veículo é assegurável independentemente do condutor?
Através da consulta Radar Securitário você recebe uma avaliação com mais de 15 seguradoras a respeito da aceitação do seguro, preço médio e aceitação da FIPE.
Confira a consulta ideal
Consigo verificar as restrições do veículo sem o RENAVAM?
Em nossa consulta de Débitos você identifica todos os tipos de restrições, tais como alienação fiduciária (financiamento), RENAJUD, dados cadastrais estaduais e muito mais.
Confira a consulta ideal
Posso ter problemas de transferência do veículo por conta do proprietário anterior?
Sim, pois caso o proprietário atual do veículo esteja envolvido em algum processo, você terá chances de ter problemas na transferência. Através da consulta RENAJUD, você verifica a existência e número do processo.
Confira a consulta ideal