Você sabe a diferença entre autuação e multa?

Você sabia que quando um agente de trânsito vê um motorista cometendo alguma ação indevida, como circular conversando ao telefone ou passar por uma via na contramão, e faz uma anotação, não quer dizer que a pessoa foi multada naquele momento? 

Pois é. Isso porque existe diferença entre autuação e multa. E é exatamente sobre isso que vamos falar no post de hoje!

Continue a leitura para conferir!

Entenda a diferença entre autuação e multa 

A seguir, veja as principais características que diferem uma autuação de uma multa de trânsito. 

O que é uma autuação? 

Ao contrário do que muitos condutores pensam, uma autuação não é categorizada imediatamente como multa. Ela é, na verdade, o processo administrativo inicial para uma penalidade que pode se tornar uma multa.

Então, quando o agente de trânsito faz uma anotação ou quando algum equipamento eletrônico capta o motorista cometendo algum descuido, não significa que ele já terá que pagar pela infração nos próximos dias e perderá pontos na carteira. 

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), depois que a ação é registrada, há um prazo de 30 dias para que a autuação chegue em formato de notificação para o condutor, e ele tem o mesmo prazo para recorrer e tentar se defender. Essa defesa é chamada de Defesa Prévia. 

O que é uma multa? 

De maneira geral, se a autuação for confirmada, a multa se configura como consequência para a imprudência praticada e aí não tem mais jeito, o motorista terá os pontos descontados na carteira de habilitação e deverá pagar um valor de acordo com a gravidade da infração, que pode ser:

  • Leve: 3 pontos na carteira, com multa de R$88,38 
  • Média: 4 pontos na carteira, com multa de R$130,16
  • Grave: 5 pontos na carteira, com multa de R$195,23 
  • Gravíssima: 7 pontos na carteira, com multa de R$293,57

Vale lembrar que, nesse caso, a infração é aplicada pela autoridade máxima de trânsito, como Detran, PRF (Polícia Rodoviária Federal), DER (Departamento de Estradas de Rodagem), entre outras. 

(Leia também: As 5 multas mais caras do Brasil segundo o CTB).

A importância de verificar o histórico de multas do veículo 

Conhecer o histórico de multas do automóvel é muito importante para quem está negociando algum veículo e para os condutores que querem monitorar se possuem algo pendente. 

Esse relatório pode ser acessado através do aplicativo da Carteira Digital de Trânsito (CDT) ou, se preferir um resultado mais completo, pela consulta Débitos da AutoList. Ter essas informações garante muito mais credibilidade e segurança ao seu comprador na hora de revender os carros da sua garagem. (Aproveite para saber mais em nosso site). 

E então, achou que esse conteúdo foi útil para você? Em nosso blog, você encontra muitas outras matérias como essa. Não deixe de acompanhar e seguir nossas redes sociais. Até a próxima! 

Ficou com alguma dúvida? Escreva seu comentário aqui embaixo que responderemos em seguida!

POSTS RELACIONADOS

Olá, posso ajudar?