Contratar seguro auto com nome sujo: é possível? 

Ter o nome incluído no cadastro de inadimplentes de algum órgão de proteção ao crédito é um contratempo que pode causar bastante dor de cabeça em uma negociação. Aliás, uma dúvida comum de muitas pessoas é se dá para contratar seguro auto com nome sujo.

Como sabemos, quando há o atraso ou não pagamento de uma dívida, ficamos sujeitos à negativação, o que provoca uma série de restrições ao crédito e, consequentemente, pode interferir na compra de um produto e/ou serviço. Mas será que isso também se aplica ao seguro automotivo?

É sobre isso que vamos explicar no post de hoje! Para entender melhor o assunto, continue acompanhando! 

Contratar seguro auto com nome sujo: o que dizem sobre isso?

De maneira geral, qualquer pessoa pode contratar um seguro. Porém, como já falamos em uma postagem anterior, pode acontecer do seguro auto ser recusado. Isso porque a empresa faz uma avaliação não apenas do veículo, mas também do condutor/proprietário que será assegurado. 

De acordo com a Susep – Superintendência de Seguros Privados, a seguradora não tem o direito de negar o serviço ao consumidor única e exclusivamente por conta da restrição em seu nome. Mas isso não quer dizer que o processo seja assim tão fácil. 

Em alguns casos, inclusive, a empresa solicita o pagamento do seguro à vista para garantir que não terá prejuízos posteriormente. 

Como funciona a análise de crédito para a contratação de seguro?

Assim como para outras situações, a seguradora vai verificar a probabilidade de determinado consumidor não honrar com o pagamento do serviço. Tudo isso é feito através de uma análise de crédito, que fornecerá dados detalhados sobre o histórico e comportamento financeiro de tal pessoa.

Se o risco de inadimplência for alto, ela provavelmente fará uma avaliação mais aprofundada, e se encontrado outros problemas, somados às restrições no nome do cliente, a proposta poderá ser recusada. 

No entanto, sempre que uma empresa nega o serviço a alguém, ela tem um prazo de 15 dias para esclarecer os motivos de não ter aceito. 

Em vista disso, é importante tentar manter tudo o que envolve o condutor e o veículo sempre regularizados para evitar implicações. A recusa, normalmente, se dá por um conjunto de fatores e ter o “nome sujo” pode influenciar na tomada de decisão.

E então, o que achou deste conteúdo? Para ler outras matérias como essa, com dicas, informações e soluções veiculares, é só acompanhar nosso blog e nossas redes sociais! 

Tem alguma dúvida? Escreva um comentário abaixo que responderemos em seguida! 

POSTS RELACIONADOS

Olá, posso ajudar?