Qual a diferença entre alinhamento e balanceamento

Você sabe a diferença entre alinhamento e balanceamento? Por serem geralmente oferecidos juntos nas oficinas, as pessoas tendem a sempre associar os serviços. Mas a verdade é que, embora sejam igualmente importantes para a preservação do veículo, cada um tem a sua própria função. 

Para não restar mais dúvidas, hoje vamos explicar o que é e para que serve cada um deles. Confira! 

Saiba a diferença entre alinhamento e balanceamento de uma vez por todas 

Como dissemos, os dois serviços são essenciais, mas não são iguais. Veja a diferença entre eles: 

Alinhamento 

Também chamado de paralelismo do eixo, o alinhamento serve para ajustar o ângulo das rodas em relação ao volante, mantendo-as retas e firmes em solo. Além disso, ele contribui com a durabilidade e desempenho dos pneus.   

É mais ou menos assim: o procedimento visa o ajuste dos ângulos da suspensão para que eles atinjam o grau específico de cambagem e convergência e divergência. 

A cambagem, para explicar melhor, é a inclinação da roda no plano vertical. Já a convergência e divergência estão ligadas à direção que os pneus apontam.

Balanceamento 

O balanceamento, por sua vez, tem a função de equilibrar as rodas do carro, fazendo que elas rodem uniformemente, sem vibrar. Quando o peso da roda e do pneu não é distribuído de maneira correta, o serviço é requerido para compensar essa desigualdade de peso.

Para isso, o mecânico utiliza uma máquina de balanceamento que consegue detectar os pontos mais leves e pesados. A partir daí, são colocados pesos de chumbo interna ou externamente para contrabalancear a roda.  

Como saber se o veículo precisa de alinhamento e por que fazer

Sabe aquela sensação de que o carro está “puxando” mais para um lado do que para o outro, mesmo com o volante estando reto? Pois, então, essa condição já é um grande indício de que o veículo está precisando de ajuste. 

Fazer o alinhamento é fundamental para evitar o desgaste dos pneus e para preservar os componentes da suspensão. Outro ponto que vale a pena ressaltar é que a falta do alinhamento, pode aumentar o consumo de combustível. 

E o balanceamento, quando fazer? 

Não existe uma regra, mas o serviço é recomendado a cada 10 mil quilômetros rodados, por exemplo. No entanto, se você notar que o automóvel está fazendo algum barulho incomum em determinada velocidade, ou se sentir que o volante está vibrando, vale a pena dar uma olhada. 

Ficar atento a esses pontos é imprescindível não só para a conservação dos pneus, mas para a própria segurança e para ter mais conforto ao dirigir. 

E então, este conteúdo foi útil para você? Continue acompanhando nosso blog e nossas redes sociais para ler outras matérias como essa! 

Ficou com alguma dúvida? É só escrever um comentário abaixo!

POSTS RELACIONADOS

Olá, posso ajudar?