Quilometragem adulterada: como identificar em um carro seminovo?

Publicado em 08/10/2020 / Atualizado em 08/09/2021

Apesar da presença dos hodômetros digitais, ainda é bastante comum nos depararmos com situações de veículos seminovos com quilometragem adulterada

Este é um tipo de fraude que pode acarretar diversos prejuízos ao comprador, que busca por um carro seminovo que seja confortável, tenha boas condições e, sobretudo, apresente um preço condizente com o seu orçamento. 

Por isso, no post de hoje, trouxemos algumas dicas básicas de como identificar um veículo com quilometragem adulterada

Tem interesse nesse conteúdo? É só continuar a leitura para conferir! 

Como saber se um veículo teve a quilometragem adulterada 

O ato de adulterar a quilometragem de um automóvel é configurado crime contra o consumidor de acordo com o Código Penal e a Lei 8.137/90, artigo 7º. Portanto, vale a pena se atentar a alguns fatores para identificar se está tudo certo com o veículo antes de fechar negócio. Veja:

1. Estado dos pneus 

Geralmente, um jogo de pneus consegue chegar a até 50 mil quilômetros se for bem cuidado. Dessa forma, se o hodômetro do carro estiver marcando menos do que essa quilometragem e os pneus apresentarem um desgaste muito maior ou se já tiverem sido trocados, é motivo para ter atenção.

2. Acabamento das peças internas 

É completamente normal que as peças fiquem desgastadas com o passar do tempo. O volante, a manopla de câmbio e os bancos são três itens que revelam com mais facilidade esse gasto por conta do tempo. 

O volante e a manopla, por exemplo, possuem um plástico que pode se deteriorar e os bancos tendem a ficar esbranquiçados e mais finos. São peças que dizem muito sobre o estado do veículo e que, provavelmente, não estarão tão desgastadas se ele não tiver sido muito rodado. 

3. Manual do proprietário 

Por meio do manual do proprietário é possível saber quantas revisões foram feitas. Para cada revisão, quando realizadas em concessionárias, é batido um carimbo nesse documento e adicionado a quilometragem do momento. 

4. Detalhes externos 

Assim como a parte interior do automóvel, o lado de fora também pode dar indícios sobre a veracidade ou não da quilometragem informada. Riscos na lataria, manchas, pontos de ferrugem, pintura desbotada são alguns aspectos que merecem um olhar mais cauteloso. 

Afinal de contas, dificilmente um carro pouco usado estará desbotado ou com manchas de sol excessivo. 

5. Documentação do veículo 

Verificar a documentação é uma ação essencial para constatar qualquer irregularidade com o veículo. Através dela, dá para saber o ano de fabricação, modelo, cor, número do chassi, placa, tipo de combustível, informações sobre pagamento, como financiamento, entre outros. 

Todos esses elementos podem ser visualizados pelo site do Detran. Agora, se quiser informações mais completas e precisas, vale a pena recorrer às consultas veiculares

Na AutoList, por exemplo há diversas soluções disponíveis para que você consiga garantir mais segurança a suas negociações.

Os problemas causados pela quilometragem adulterada

Quem sofre com as complicações do carro com quilometragem adulterada é o comprador, é claro. Dentre os maiores problemas dessa fraude, estão:

  • Desvalorização na hora de revender 

Os veículos já sofrem depreciação naturalmente, se detectada a adulteração no momento da venda, ele perderá ainda mais valor. 

  • Manutenções recorrentes 

Quanto mais usado estiver o automóvel, mais revisões e manutenções ele necessitará. Com a quilometragem adulterada, é provável que a frequência aumente. 

  • Prejuízo financeiro 

Não é preciso dizer muito. Esse prejuízo se dá em consequência de todos os pontos que falamos anteriormente. Com a adulteração, a pessoa irá pagar um preço além do que o carro realmente vale e ainda terá de arcar com custos de troca de peças e revisões. 

Você acabou de conferir 5 dicas de como verificar se um carro sofreu algum tipo de fraude na quilometragem e os problemas que isso pode acarretar. 

Para acompanhar outras postagens como essa, é só ficar de olho em nosso blog e nos seguir nas redes sociais. Toda semana temos um novo conteúdo! 

Notícias relacionadas
Carros de repasse: veja como trabalhar com eles!
Carros de repasse sempre deixam dúvidas para os revendedores de veículos. Será que vale a pena trabalhar com eles? Saiba mais agora mesmo!
Confira as mudanças na lei de trânsito e as novas regras da CNH
Em abril de 2021, a Lei 14.071/20 entrou em vigor. Sancionada desde outubro do ano passado, a nova legislação alterou diversos pontos do CTB, principalmente em relação à CNH. Saiba então o que mudou!
Troca de carro financiado: o que você precisa saber
Saiba tudo sobre a troca de carro financiado: como funciona o processo e como fazer uma negociação segura!
Como consultar o veículo pela placa? O que dá para saber?
Saiba agora como consultar um veículo pela placa e quais informações você pode ter acesso através dessa pesquisa.
Como dar baixa no desmanche de veículo: saiba mais!
Saiba como dar baixa no desmanche de veículo, quais documentos são necessários e quanto tempo demora para finalizar o processo! Acesse agora e confira!
Veja como é classificada e avaliada a perda total de veículo
Registro de sinistro nem sempre quer dizer que um carro deu PT. Veja o que é e como é classificada a perda total de um veículo, além do passo a passo de como é feita essa avaliação!
Histórico do veículo: confira 6 pontos que devem ser analisados!
As aparências podem enganar! Não basta olhar somente a estrutura do carro no momento de fechar um negócio, o histórico do veículo é capaz de revelar muito mais do que a sua boa estética. Confira, portanto, 6 fatores que devem ser analisados!
Veja como é calculada a tabela Fipe e como consultá-la!
Mesmo para quem já está habituado com o mercado de veículos, explicar como é calculada a tabela Fipe, no momento de uma venda ou qualquer tipo de negociação, pode ser um tanto complicado. Afinal, muita gente ainda tem dúvidas sobre o assunto. E você? Já sabe como funciona?
10 modelos de veículos que mais valorizaram no final de 2020
Um levantamento feito nos últimos meses do ano passado, revelou uma situação atípica no setor automotivo: alguns veículos seminovos foram valorizados. Confira agora quais são os modelos!
Carro híbrido ou elétrico: qual o melhor? Entenda a diferença!
Quando se fala em carros eletrificados a dúvida sempre surge: carro híbrido ou elétrico, qual a melhor opção? Para saber mais, confira este post agora!

#AutoDicas

Como saber se o veículo tem passagem por leilão e sua gravidade?
A consulta Leilão Prime traz informação de 7 banco de dados diferentes, os quais englobam desde passagens por leilões registros de locadoras e mercado securitário. Além disso a consulta verifica a classificação do veículo.
Confira a consulta ideal
Existe alguma forma de saber se o veículo foi sinistrado?
Sim. Através da consulta Acidentes e Procedência, terá o apontamento da existência, ou não, do acionamento do sinistro.
Confira a consulta ideal
Por que saber se um veículo tem passagem por Roubo e Furto?
O veículo com passagem por Roubo e Furto sofre grande desvalorização, podendo chegar até 30% de sua tabela FIPE.
Confira a consulta ideal
Como faço para saber se o veículo é assegurável independentemente do condutor?
Através da consulta Radar Securitário você recebe uma avaliação com mais de 15 seguradoras a respeito da aceitação do seguro, preço médio e aceitação da FIPE.
Confira a consulta ideal
Consigo verificar as restrições do veículo sem o RENAVAM?
Em nossa consulta de Débitos você identifica todos os tipos de restrições, tais como alienação fiduciária (financiamento), RENAJUD, dados cadastrais estaduais e muito mais.
Confira a consulta ideal
Posso ter problemas de transferência do veículo por conta do proprietário anterior?
Sim, pois caso o proprietário atual do veículo esteja envolvido em algum processo, você terá chances de ter problemas na transferência. Através da consulta RENAJUD, você verifica a existência e número do processo.
Confira a consulta ideal