Veículo com passagem por leilão, até onde vale a pena comprar um?

Provavelmente você sabe que um veículo com passagem por leilão sofre desvalorização no mercado. Em média, são 20% em relação à tabela FIPE.

A cada ano, a comercialização de carros de leilão cresce. A medida que essa informação tem se popularizado, as pessoas estão entendendo que existem diversas classificações e que nem sempre isso está relacionado a algum dano estrutural ou perda total, como estamos acostumados a pensar.

Em visto disso, neste post vamos explicar até que ponto vale a pena comprar e vender um veículo com passagem por leilão. Continue a leitura para conferir!

Entenda as classificações de leilão

Já se foi o tempo do consta ou nada consta em uma consulta de leilão. Hoje, muitas empresas já trabalham com análises que indicam a classificação para o veículo. Esse apontamento é fundamental para que o comprador entenda com mais clareza o histórico do carro e o que o levou a leilão.

Um bom exemplo é a consulta Leilão Prime da AutoList, a qual mostra se há existência de leilão em uma classificação de A a D. Cada categoria traz uma informação distinta, até porque um veículo que foi leiloado por conta do não pagamento de um financiamento geralmente é muito diferente — estruturalmente falando — do que um automóvel que se envolveu em um acidente.

É claro que o objetivo das empresas de consultas veiculares mostrarem essa categorização é ajudar o consumidor a compreender o real estado do veículo. No entanto, muitas delas entregam dados mais básicos e menos detalhados.

Com base em nossa experiência de mais de dez anos, não é porque um carro possui passagem por leilão que você precisa recusar a oferta e perder negócio.

Por aqui, buscamos reunir o máximo de dados para te auxiliar a tomar uma boa decisão. Entendemos que você precisa de informações suficientes para conhecer o histórico do veículo, entender a situação e o motivo do leilão, o estado em que o automóvel se encontra, entre outras, seja para colocar em seu pátio, seja para recusar ou ainda repassar para algum conhecido trabalhar com ele.

(Leia também: Depreciação do veículo de leilão: o que você precisa saber).

Reputação da revenda no mercado

Um aspecto que comentam muito com a gente (concessionárias, na maioria das vezes), é sobre a reputação que a empresa assume ao comercializar veículos de leilão.

Principalmente em regiões de mercados mais conservadores, quando “corre” a informação de que determinada revenda trabalha com carros de leilão, é comum que ocorram grandes perdas. Isso porque o público passa a desconfiar da marca, ficam com receio e descartam a opção na hora da compra.

Por outro lado, existem lojas que usam justamente a questão da desvalorização para criar uma revenda exclusiva para esse tipo de automóvel e, assim, atender um nicho de clientes bem específico, que desde o primeiro momento afirmam ter preferência por essa categoria de carros por conta do preço ou por enxergarem as necessidades do veículo e um potencial negócio com boas margens de lucro.

O ponto-chave para decidir se vale a pena ou não trabalhar com essa modalidade de automóveis, é avaliar seu público e traçar estratégias de comunicação. Repassar informações claras e completas ao consumidor é essencial para evitar problemas no futuro e insatisfação para sua loja. Afinal, cliente insatisfeito pode fazer com que você perca vendas.

Por fim, mas não menos importante…

O fato de um carro não ter passagem por leilão ou registro de sinistro não significa que ele seja a melhor compra. Há muitos outros fatores que podem depreciar um veículo e que sequer são visíveis ao olho humano. Exemplo disso é o registro de roubo e furto que pode gerar taxas médias de 10% de desvalorização, ou até carros com passagem por enchentes que passaram por reforma.

O que devemos enfatizar é que sempre haverá mercado para todo tipo e estado de veículo, basta alcançar o público certo e trabalhar de forma ética.

Através de clientes satisfeitos, sua empresa será reconhecida e muitos outros negócios chegarão de forma mais simples e barata.

Para garantir vendas de sucesso, é importante ter um parceiro de confiança ao seu lado, além de saber exatamente quais informações você precisa.

Agora conta para a gente, você já comprou algum veículo de leilão? Foi um bom negócio? Como seu público reage ou reagiu ao saber que você trabalha com carros assim?

Escreva seu comentário aqui embaixo e continue acompanhando nosso blog para ler outros materiais como esse! Até a próxima!

POSTS RELACIONADOS

Olá, posso ajudar?