Histórico do veículo: confira 6 pontos que devem ser analisados!

 “As aparências enganam”. Esse ditado — que é tão popular — também faz muito sentido no setor automotivo. Muitas vezes, a estrutura do carro parece perfeita, mas é o histórico do veículo que mostrará suas reais condições. 

É por essa razão que você, revendedor, precisa avaliar os automóveis que serão colocados à venda em sua garagem. 

Pensando nisso, para o post de hoje, listamos 6 pontos que devem ser analisados no histórico de um veículo. Continue a leitura para saber mais e evitar surpresas desagradáveis no momento das negociações!

Por que ficar atento ao histórico do veículo

A compra de um automóvel seminovo vai muito além de fatores estéticos. Vale lembrar que existe um passado por trás da boa lataria, pneus e pintura e, embora diversas pessoas ignorem esse fato, é importante que você, vendedor, faça sua parte. 

Independentemente de ser novo, seminovo ou usado, devemos pensar que, para muitos consumidores, a aquisição de um carro é a conquista de um sonho, de um planejamento financeiro de meses, de uma necessidade para trabalhar, entre outros.

Portanto, conhecer e comunicar a situação do veículo, seus antecedentes com o primeiro dono, consultar a tabela FIPE, são ações essenciais para uma boa venda, que podem impedir dores de cabeça lá na frente. 

Além do mais, é previsto por lei o direito do cliente em receber as informações do automóvel, com todas as ocorrências, desde o proprietário anterior. Desse modo, é necessário ter atenção e cuidado ao informá-lo.

Confira: 6 fatores essenciais que merecem sua atenção!

Existem alguns pontos importantíssimos que costumam ser deixados de lado. Veja, a seguir, as principais características a serem consideradas no histórico de um veículo!

1. Documentação 

O primeiro passo é a documentação do carro. É preciso conferir dados do Renavam, como marca, modelo, ano de fabricação, tipo de combustível utilizado, se há alguma multa ou débito, como IPVA, taxa de licenciamento, entre outros.

Comprovantes de revisões, notas fiscais de peças que tenham sido substituídas e detalhamento de Renajud, para identificar se consta alguma restrição judicial, também são tópicos que merecem um olhar mais cauteloso. 

2. Indício de sinistro 

Como você deve saber, qualquer dano que um veículo sofre é marcado como sinistro, não importa se for algo mínimo ou uma batida intensa, que danifique sua estrutura, por exemplo. Por conta disso, é fundamental averiguar se existe algo descrito no histórico.

3. Passagem por leilão 

Outro aspecto para se atentar é o registro de passagem por leilão. É importante enfatizar ainda que um veículo pode ir à leilão por vários motivos. 

Por exemplo: carros cancelados em financiamentos, que já pertenceram a alguma empresa ou locadora, recuperados em roubos, que tenham algo avariado ou mesmo que foram classificados com perda total, etc.

4. Registro de roubo ou furto 

O número de carros furtados, roubados e revendidos no Brasil não é tão baixo quanto gostaríamos. Assim, manter-se alerta a esses dados — que ficam sinalizados na documentação — é imprescindível.

É simples! Basta consultar o histórico do veículo para saber se ele já foi roubado, furtado, recuperado, bem como se houve a abertura de um boletim de ocorrência.  

5. Aviso de Recall 

De maneira geral, o Recall ocorre quando o carro apresenta algum defeito de fabricação. Esse chamado está identificado no Código de Defesa do Consumidor, o qual determina que as empresas informem ao consumidor sobre tal irregularidade e se já foi feito o conserto. 

Por isso, hoje em dia, caso não seja anunciado, o próprio Denatran inclui o chamado de Recall no Renavam do automóvel. 

6. Quilometragem, número do chassi e motor 

Observar quanto o carro já foi rodado deve fazer parte da avaliação do cliente. Afinal de contas, a quilometragem pode dizer muito sobre o desgaste das peças

Além disso, é importante analisar se o número constatado no chassi não sofreu nenhum tipo de adulteração, se o motor não possui duplicidade ou qualquer outra inconstância. 

Busque soluções eficientes para consultar todos esses dados!

Muitos revendedores não avaliam todos esses aspectos na hora de vender ou comprar. Em vista disso, buscar soluções eficazes, que colaborem para que você faça uma venda ou uma compra segura, é essencial. 

Evite problemas futuros com o seu cliente! Faça uma consulta completa para ter acesso a todas essas informações.

E então, este conteúdo foi útil para você? Para conferir outras postagens como essa, acompanhe o blog da AutoList e nos siga nas redes sociais. Toda semana temos uma matéria nova!

Que tal aproveitar e deixar um comentário com suas dúvidas e considerações? Estamos à disposição para te responder!

POSTS RELACIONADOS

Olá, posso ajudar?