IPVA: de quem é a responsabilidade do pagamento na revenda?

É muito comum as pessoas quererem trocar ou adquirir um carro no começo do ano. Seja novo, seminovo ou usado, o valor do IPVA é um dos quesitos analisados na hora de decidir qual modelo comprar. 

O pagamento do imposto, inclusive, gera dúvidas entre os donos de revendedoras e garagens de veículos: quem deve pagar o IPVA, a loja ou o novo proprietário? O que é mais vantajoso? 

Se essas perguntas também são suas, continue a leitura para saber mais! 

Quem deve pagar o IPVA: o vendedor ou o comprador?

Legalmente, não há nada que afirme que o antigo dono ou que a loja de revenda seja a responsável pelo pagamento do IPVA do automóvel que será vendido. No entanto, é algo para ser pensado. 

Muitas concessionárias chamam atenção dos consumidores por anunciarem ofertas de carros com o imposto do ano correspondente já pago. Mas será que isso realmente faz diferença no momento da venda? 

(Você também pode se interessar pelo material: 6 dicas de como vender mais em sua revenda). 

De acordo com algumas pesquisas já realizadas, as pessoas ficam divididas quase igualmente. 50% alegam que o fato do IPVA ser quitado ou não, não interfere na decisão de compra. A outra metade diz que não compraria um veículo sem o pagamento do imposto do ano da compra. 

A dica, portanto, é conversar e negociar. Se optar por vender o automóvel sem pagar o débito, ofereça um desconto ou alguma condição de pagamento especial. Assim, as chances de não perder a venda aumentam e você ainda ganha pontos com o cliente. 

O que você precisa observar sobre o veículo antes da venda acontecer 

Anunciar os carros da sua loja com o IPVA do ano em questão pago é um diferencial, que pode despertar interesse daqueles que pretendem trocar de automóvel, isso é fato. Agora, independentemente de como for o acordo entre você e seu cliente, é essencial que, antes, seja feita uma análise do histórico do veículo

Principalmente quando se trata da venda de carros usados, que já tiveram um ou mais de um dono, é importante verificar se há algum débito ou algum tipo de restrição que possa causar problemas ao futuro comprador. 

Nós sempre falamos por aqui sobre a importância de ser franco com o consumidor e informá-lo da real condição do veículo. Dessa forma, regularize a situação para, então, fechar negócio. 

Para garantir uma boa venda e uma compra segura ao seu cliente, você pode utilizar as consultas veiculares disponíveis pela AutoList. Aproveite para conhecê-las!

E aí, o que achou deste conteúdo? Esperamos que ele seja útil para o seu negócio! E para acompanhar outras postagens com temas relacionados ao meio veicular, basta nos seguir nas redes sociais e ficar de olho em nosso blog. Até a próxima!

POSTS RELACIONADOS

Olá, posso ajudar?